PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS FORENSES

PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS FORENSES

INSCRIÇÕES ABERTAS
Entidade Formadora Certificada pela DGERT
Certificada pela APC - Associação Portuguesa de Criminologia

1.Cognos Formação e Desenvolvimento Pessoal
Site: www.cognos.pt
Telefone: 220965669 ou 910415337
Em qualquer parte em formato e-Learning

2. SAÍDAS PROFISSIONAIS
- Investigação criminal
 - Consultadoria criminal
 - Elaboração de programas de politica criminal, programas de apoio a vítimas, programas de prevenção, tratamento e reinserção de delinquentes e programas penitenciários
 - Apoio às forças de segurança, tribunais e, empresas de segurança privada
 - Intervenção com delinquentes
 - Formação, ensino e investigação

Entidades empregadoras:
 - Profissão liberal
 - Forças de segurança (PJ, PSP, GNR)
 - Ministério da defesa (serviços secretos)
 - Serviço de estrangeiros e fronteiras
 - Tribunais de justiça
 - Instituições penitenciárias
 - Centros de menores
 - Instituições de apoio a vítimas
 - Direcção geral de reinserção social
 - Autarquias
 - Instituições de ensino
 - Centros de investigação
 - Gabinetes de mediação
 - Gabinetes de advogados
 - Empresas de segurança privada

3. OBJECTIVOS
 -Compreender os conceitos fundamentais, princípios e teorias das Ciências Forenses
 -Conhecer as áreas fundamentais de intervenção das Ciências Forenses e que exigem sólidas competências científicas, técnicas e éticas, reconhecidas pelo o sistema judicial
 -Conhecer os desenvolvimentos actuais das Ciências Forenses relativamente às principais áreas de especialização
 -Ser capaz de consultar literatura apropriada, demonstrando compreensão completa e crítica relativamente a conteúdos, contexto, objectivos, qualidade de informação, bem como a sua interpretação e aplicação
 -Apresentar habilidade crítica e analítica para reconhecer que factores devem ser pesquisados, testados e que evidências podem/devem ser avaliadas
 -Ser capaz de empregar metodologias de estudo forenses e criminais em investigação, no registo e na análise de factos
 -Ser capaz de pensar autonomamente, desempenhar tarefas e propor soluções na resolução de problemas no âmbito forense.

4. PLANO CURRICULAR
Os formandos poderão escolher uma das seguintes opções modulares:

Opção 1:
 Módulo 1: Ciências Forenses - enquadramento teórico (12 horas)
 Módulo 2: Antropologia Forense (16 horas)
 Módulo 3: Psiquiatria e Psicologia Forense (28 horas)
 Módulo 4: Profiling Criminal (64 horas)
 Módulo 5: Toxicologia Forense (24 horas)
 Módulo 6: A importância do DNA (20 horas)
 Módulo 7: Entomologia Forense (20 Horas)
 Módulo 8: Aspectos Legais e éticos das Ciências Forenses (16 horas)

Opção 2:
 Módulo 1: Ciências Forenses - enquadramento teórico (12 horas)
 Módulo 2: Antropologia Forense (16 horas)
 Módulo 3: Psiquiatria e Psicologia Forense (28 horas)
 Módulo 4: Química Forense (32 horas)
 Módulo 5: Toxicologia Forense (24 horas)
 Módulo 6: Biologia Forense (32 horas)
 Módulo 7: A importância do DNA (20 horas)
 Módulo 8: Entomologia Forense (20 Horas)
 Módulo 9: Aspectos Legais e éticos das Ciências Forenses (16 horas)

5. CERTIFICADO
No final da formação os formandos aprovados  receberão 2 Certificados:
•Certificado emitido pela Cognos, que descreve detalhadamente os objectivos gerais, conhecimentos e competências adquiridas, plano curricular, avaliação obtida e, metodologia de avaliação;
•Certificado de Formação Profissional emitido através da plataforma SIGO (Sistema de Informação e Gestão da Oferta Educativa e Formativa) coordenado pelo GEPE-Ministério da Educação e Ciência, tal como previsto na Portaria nº 474/2010, de 8 de Julho.
O Certificado de Formação Profissional de Pós-Graduação é emitido sempre que os formandos atinjam uma classificação final igual ou superior a 10,00 valores. A emissão é realizada através da plataforma SIGO (Sistema de Informação e Gestão da Oferta Educativa e Formativa) coordenado pelo GEPE-Ministério da Educação e Ciência, tal como previsto na Portaria nº 474/2010, de 8 de Julho.
O certificado emitido é válido para a obtenção de créditos (ECTS), na candidatura a um Mestrado ou Doutoramento, ao abrigo do Tratado de Bolonha. Nos termos do disposto no artigo 45.º do Decreto-Lei n.º 74/2006, de 24 de Março, alterado pelo Decreto-Lei n.º 107/2008, de 25 de Junho, rectificado pela Declaração de Rectificação n.º 81/2009, de 27 de outubro, e Decreto Lei n.º 115/2013, de 7 de agosto, com republicação, tendo em vista o prosseguimento de estudos para a obtenção de grau académico (Mestrado ou Doutoramento), os estabelecimentos de ensino superior poderão creditar ECTS.

 O certificado emitido pode também ser considerado para efeitos de valorização da candidatura num concurso público ou privado, de acordo com o regulamento específico do concurso.

Gravado com Sucesso.