Oficinas Teatro Lisboa

  • Viseu
Pedir Informações
Ver Telefone Enviar E-mail

O encenador e actor, João Rosa irá realizar no Orfeão de Viseu, um Workahop de Voz e dicção para todos aqueles que usam a voz como ferramenta de trabalho.

A Oficinas Teatro Lisboa no mês de Agosto, resolve descentralizar uma das suas acções de formação, o Workshop de Voz e Dicção. Cada vez mais a voz é entendida como reflexo da nossa personalidade, esta transporta ideias e emoções que pretendemos comunicar com nitidez, de modo a que o nosso ouvinte/auditório a entenda com clareza. O profissional que tem a voz como ferramenta de trabalho deve saber utilizá-la e conhecê-la para poder lidar com os problemas que a envolvem, sabendo fazê-lo a voz tornar-se-á um instrumento que poderá trabalhar a seu favor.
A má utilização do aparelho vocal provoca danos aos quais não prestamos a devida importância, tais como, desgaste físico e psicológico, estes condicionam, e muito, a forma como se apresenta o nosso discurso. 

A utilização correcta do aparelho vocal é fundamental, devemos utilizá-lo sabiamente, contudo na prática, nem sempre sabemos como fazê-lo.

Para mais informações e comentários:
link

Facebook:
link />
Objectivos:
Experimentar diferentes sonoridades a partir da ressonância corporal.
Aprender os ritmos e as articulações vocais.
Localizar a projecção da voz no espaço e as velocidades.
Desenvolver a capacidade de rentabilizar a voz.

Público-alvo:
Consultores, advogados, professores, vendedores e outros profissionais que utilizem a voz como uma das ferramentas da sua actividade profissional.

Nº de horas: 9

Horário: 20h:00 às 23h:00.

Local: Orfeão de Viseu - Rua Serpa Pinto, Viseu

Formador: João Rosa, como formador desenvolve vários workshops, oficinas de teatro e cursos de formação de actores na Oficinas Teatro Lisboa. Tem realizado paralelamente várias acções de voz para empresas como: Grupo Intimissimi e Calzedonia, Fujitsu, TeamView, Ministério da Defesa Nacional, Grupo Jerónimo Martins, Socremo (Moçambique), Colégios Maristas (Brasil), Serviços Sociais Administração Pública e Vantagem + Consultores Formação Lda.
Autor e intérprete da mais recente produção Espectáculo-Palestra-Performance “Eu tenho Voz” (2016) estreado no Auditório Camões. Evento disponível em itinerância. “A Vida é Sonho”, texto de Pedro Calderón de La Barca que esteve em cena em 2014 na Comuna Teatro de Pesquisa. No final de 2013 criou “Galgar com tudo por cima de tudo” inspirado em textos de Fernando Pessoa e Álvaro de Campos também na Comuna Teatro de Pesquisa e em 2015 no Teatro da Trindade. “Ode Marítima” de Álvaro de Campos no Auditório Camões em 2012 e 2013. “O crime de Aldeia Velha” de Bernardo Santareno no Palácio da Independência em 2011. “A casa de Bernarda Alba” de Federico Garcia Lorca, também no Palácio da Independência em 2010. “O café” de Carlo Goldoni no Cine-teatro A Barraca em 2009 e o texto Antes de começar de Almada Negreiros em Peniche e Viseu no ano 2005. “ E Sexo?! Não se fala de Sexo?” baseado no livro de Isabel Stilwell no Teatro da Trindade-sala Estúdio em 2005. Em 2006 criou a peça "Desassossego" uma comédia sobre as relações amorosas no Auditório do IPJ Parque das Nações, esteve em cena em 12 cidades.
Entre 2001 e 2005 dirigiu o Fórum Cultural onde produziu e criou peças de cariz experimental e enquanto actor e encenador, desenvolveu performances e espectáculos. No Teatro Nacional São Carlos, como actor, participou na Opera Salomé, Siegfried conjunto da tetralogia de Wagner temporada 2008/2009, Die Walkure de Richard Waguer e Maria de Buenos Aires opereta de Astor Piazzolla temporada 2006/07.

Preço:
85,00€

Solicite ficha de inscrição através do e-mail: email

Gravado com Sucesso.